sábado, 22 de agosto de 2009

Agora

Deixo evaporar o que não servia
E sigo absorvendo a luz da vida
Que fortalece flores e faces
Alegrando as sombras
Colorindo os sorrisos

Na dança das estrelas
Que sonham com castelos singelos
Perfumados de harmonia e amor
Sinto-me convidado
A ser parte da luz, também.

Um comentário: