domingo, 19 de setembro de 2010

Respeito aos animais



Uma importante vitória para os defensores dos animais em solo espanhol: a Catalunha decidiu proibir as touradas. Foi no dia 28 de julho, com a aprovação, pelo Parlamento catalão, do decreto de proteção aos animais, no qual se insere o fim das touradas naquela próspera região do nordeste da Espanha, a partir de janeiro de 2012. A iniciativa teve 68 votos a favor, 55 contra e 9 abstenções.

Famosa por defender os direitos dos animais, a atriz francesa Brigitte Bardot comemorou a decisão.
“É uma vitória da democracia sobre os lobbies taurinos. Uma vitória da dignidade sobre a crueldade. A tourada é de um sadismo incrível. Já não estamos nos jogos circenses e é necessário pôr um fim imediato a esta tortura animal” – disse em comunicado à imprensa.

A Catalunha é a segunda região espanhola a proibir a tourada. Nas Ilhas Canárias a proibição existe desde 1991.
Medidas como esta são parte de um movimento que vem crescendo no mundo para evitar os maus tratos aos animais, inclusive daqueles que são abatidos, visto ser ainda grande o número das pessoas que se alimentam de carne animal. Em abatedouros sérios, certificados, já se emprega o chamado abate humanizado, que, por meio de novas tecnologias, tenta evitar o sofrimento e a angústia do animal desde o transporte até a hora do abate, atendendo assim também a tratados internacionais sobre os direitos dos animais, como a Declaração Universal do Direito dos Animais (Unesco, 1978).

A respeito do tema, vale recordar a página “Os animais”, parte do livro “Cartilha da Natureza”, de Casimiro Cunha, psicografado por Chico Xavier e editado pela Federação Espírita Brasileira:

OS ANIMAIS
Na casa da Natureza, o Pai espalhou com arte as bênçãos de luz da vida, que brilham em toda a parte.
Essas bênçãos generosas, tão ricas, tão naturais, são notas de amor divino na esfera dos animais.
Não te esqueças: no caminho, praticando o bem que adores, busca ver em todos eles os nossos irmãos menores.
A Providência dos Céus jamais esquece a ninguém; Deus que é Pai dos homens sábios, é Pai do animal também.
A única diferença, em nossa situação, é que o animal não chegou às vitórias da Razão.
Entretanto, observamos em toda a sua existência os princípios sacrossantos de amor e de inteligência.
Vejamos a abelha amiga no grande armazém do mel, a galinha afetuosa, o esforço do cão fiel.
O boi tão útil a todos, é bondade e temperança; o muar de força hercúlea obedece a uma criança.
Ampara-os, sempre que possas, nas horas de tua lida.
O animal de tua casa tem laços com tua vida.
A lei é conjunto eterno de deveres fraternais: Os anjos cuidam dos homens, os homens dos animais.


Nenhum comentário: